O segundo aniversário do Vasco


Este lanchinho simples esteve mesmo para não acontecer!


Adoro fazer as decorações das festas dos meus filhos! E adoro por duas razões, gosto muito de trabalhos manuais e #diy e fica, normalmente, muito mais em conta. Com as inspirações do Pinterest, um bocadinho de jeito e tempo q.b. a coisa faz-se e dá um prazer enorme ver o resultado final feito por nós. Tento sempre seguir a sugestão do Vicente em relação ao tema da festa e tentar executar as decorações dentro do possível. 

Os doces e salgados também costumam ser sempre caseiros, feitos pela mãe, pela avó, bisavó e quem mais quiser participar. 
Que bem que sabe um bolinho caseiro, de iogurte e recheio de chocolate branco e frutos vermelhos!

Mas este ano tivemos um pequeno incidente que me deixou a pensar se haveria festinha ou não.
A minha semana foi, anormalmente cheia de trabalho fora de casa, deixando-me sem tempo para preparar as decorações, apesar de ter comprado as cartolinas logo no inicio da semana. Conclusão, só consegui desenhar e cortar os balões de ar quente à noite, depois de pôr os miúdos a dormir.

E eis que, no dia em que tinha programado para fazer os doces, o Vasco caiu e magoou-se. Na manhã de sábado, estavam os dois macaquinhos na brincadeira e a coisa correu menos bem. O Vasco caiu de boca e nariz no chão e depois de almoço tive que ir com ele para o hospital, para ver se estava tudo bem. O nariz estava a ficar inchado e a zona dos olhos num belo tom de roxo... Felizmente, o nariz mantém-se alinhado, apenas um bocadinho inchado e dorido.

Como o Vasco estava bem, mantive o lanchinho mas com menos comida, já que não houve muito tempo para tratar dela. Fiz o bolo de aniversário à noite, o humus porque é rápido e delicioso, e preparei logo a massa quebrada para a tarte light de frutos vermelhos. Na manhã de domingo fiz o recheio e decorei o bolo e terminei a tarte.
A minha afilhada também faz anos no mesmo dia do Vasco, por isso o almoço foi fora de casa. Depois do almoço, tive a ajuda do marido e da minha irmã para colocar as decorações no sítio e por os petiscos na mesa.
A minha mãe trouxe salame, arroz doce e salgadinhos e fez-se a festa assim.


Desta vez não estive para me preocupar, se não conseguisse fazer o bolo, comprava um. Se não tivesse os balões a enfeitar, não havia problema. Cantávamos os parabéns na mesma! Umas vezes é mais simples, outras vezes podemos extravazar. 











Nota: estas decorações não são um original meu. Tirei a inspiração de uma foto que encontrei no Pinterest e tentei reproduzir. Resultou muito bem, e eu fiquei apaixonada por estes balões de ar quente!

Beijo

Comentários

Mensagens populares