O Vasco faz 1 ano


E foi assim... Tão rápido que este ano passou, tão rápido e ao mesmo tempo, tão lento.
Tenho a sensação que este primeiro ano de vida do Vasco passou a uma velocidade alucinante, um pouco ao contrário do primeiro ano de vida do Vicente. Acho que se deve a tantas diferenças na nossa rotina.
Tenho um filho mais velho ao qual tenho que dar muita atenção. O Vicente está numa idade em que já nota bem a divisão da minha atenção com o irmão e muitas vezes não sabe como exprimir o ciúme que sente inevitavelmente. Tenho dois trabalhos que tento conjugar estilo malabarista com a lida da casa e com o bebé [no primeiro ano do Vicente a minha atenção era só para ele e para a casa]. E tenho o marido a trabalhar mais próximo de casa, o que significa mais ajuda ao final do dia, sem dúvida, mas significa também uma refeição completa para fazer todos os dias, algo que não fazia quando era apenas eu a jantar. Muitas vezes fazia um atalho e cozinhava apenas sopa, saladas e pratos mais práticos [Quem nunca?].
O Vasco exige tanta atenção durante o dia, como é normal na idade dele, que eu tenho que concentrar todas as minhas tarefas nas quase duas horas de sesta dele. São quatro a cinco horas de trabalho administrativo, lavar louça, apanhar, arrumar e estender mais roupa. Fica sempre algo por fazer e o que não fica por fazer é feito à pressa. Como não consigo fazer tudo o que queria, tenho a sensação de andar sempre a correr, sem dar a devida atenção a cada coisa.
Por outro lado, muitos dos dias sinto exactamente o oposto. Tenho a sensação que o primeiro ano do Vasco passou muito lentamente. Porquê? Porque são tantas noites mal dormidas, cerca de 380 noites, que às vezes parece que o dia não acaba, e eu cheia de vontade para me deitar e tentar dormir mais do que 4 ou 5 horas seguidas...

No próximo post partilho mais fotos da decoração da mesa de aniversário. 

Beijo

Comentários

Mensagens populares